Em 10 anos, aprendizado adequado no ensino médio segue estagnado, apesar dos avanços no 5° ano do fundamental

Aprendizado adequado em matemática no Ensino Médio é 21 vezes maior para estudantes de nível socioeconômico mais alto; dados são do monitoramento da Meta 3 do Todos Pela Educação

Matéria publicada no site Todos Pela Educação em 21 mar 2019.

Monitoramento do Todos Pela Educação sobre os níveis de aprendizado dos alunos brasileiros mostra o quanto o País ainda precisa avançar na qualidade de sua Educação Básica. A análise, realizada com base no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), revela que há avanços mais consistentes na etapa inicial do Ensino Fundamental, mas que o cenário geral de aprendizagem segue crítico. Os dados fazem parte do acompanhamento da Meta 3 do Todos Pela Educação – Toda criança com aprendizado adequado* ao seu ano.

A principal notícia positiva vem do 5º ano do Ensino Fundamental, onde a aprendizagem em língua portuguesa e matemática segue avançando consistentemente ao longo dos anos. Entre 2007 e 2017 o percentual de estudantes com aprendizado adequado no 5º ano dobrou: em língua portuguesa aumentou de 27,9% para 60,7% (32.8 pontos percentuais) e, em matemática, cresceu de 23,7% para 48,9% (25.2 pp). (Veja análise mais detalhada de cada etapa abaixo).

O levantamento mostra também que a aprendizagem dos alunos no 9° ano do Ensino Fundamental segue evoluindo, porém em ritmo mais lento e em patamares mais baixos. O percentual de alunos com aprendizado adequado no período de dez anos foi de 20,5% para 39,5% em língua portuguesa e, em matemática, de 14,3% para 21,5%.

Observando estes avanços no Ensino Fundamental, vale notar que, além dos Estados que estão entre os melhores resultados do Brasil tanto no 5º quanto no 9º ano (São Paulo e Santa Catarina), há dois Estados que se destacam por seus relevantes avanços na última década:

  • Ceará foi o Estado que mais avançou de 2007 a 2017 nos níveis de aprendizagem do 5º e do 9º ano e tem hoje resultados semelhantes aos dos Estados mais ricos do Brasil nestas etapas, apesar de estar entre os mais pobres do País.
  • Goiás também se destaca pelo forte crescimento nos indicadores de aprendizagem do 5º e do 9º ano na última década, já tendo resultados próximos aos Estados com os melhores indicadores do País (que apresentam renda per capita consideravelmente mais alta).

Já na 3ª série do Ensino Médio, apesar do pequeno avanço de 2015 para 2017, os dados mostram mais uma vez o cenário crítico da etapa. O nível de aprendizagem segue em patamares muito baixos e estagnados na última década. O percentual de alunos com aprendizado adequado ao fim da etapa em língua portuguesa subiu de 24,5% em 2007 para 29,1% em 2017. Em matemática, caiu de 9,8% para 9,1%. Não há Estados que podem ser destacados como exemplos em um contexto tão crítico, mas é importante notar o avanço apresentado pelos alunos do Espírito Santo na última década.


Veja a matéria completa em: https://www.todospelaeducacao.org.br/conteudo/meta-3-em-10-anos-aprendizado-adequado-ensino-medio-segue-estagnado-avancos-5-ano-fundamental/?utm_source=home

21 de março de 2019

0respostas em "Em 10 anos, aprendizado adequado no ensino médio segue estagnado, apesar dos avanços no 5° ano do fundamental"

Deixe sua mensagem

Sobre o (re)construindo saberes

O portal teve seu desenvolvimento iniciado em 2018 como pesquisa do Mestrado de Ensino e Suas Tecnologias do IFFluminense. Destina-se principalmente para estudantes ingressantes no ensino superior, ofertando entre outros, posts, FAQ e cursos na modalidade de Educação a distância.

Categorias de cursos

Pessoas online

Não há usuários online neste momento

Validação de Certificado